Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Literatura Genuína

“Textos… Pedem-me textos! Se querem textos, eles que escrevam!”

Frase típica de alguém frustrado que não encontra inspiração nem jeito nem sequer paciência para escrever.

Sim, alguém que procura aquela luzinha que não encontra.

Não, não é alguém que escreve com facilidade. Ou então escreve, mas as linhas da folha estão sempre tortas ou as letras saem distorcidas: “Porcaria de material! Querem que eu escreva, mas não fornecem material de jeito! Porcaria!”. Não, a culpa nunca é do autor (escritor, se quiserem).

Sim, considera-se uma pessoa calma, elegante, culta, mas relativamente angustiada: não escreve há, digamos que, tempo suficiente para que a conta bancária seja ligeiramente afectada.

“Porque raio escolhi ser escritora? Podia ter ido para o Jet7, mas não! Oh, bela da Literatura! Ui, é uma festa! Escritora! Por amor d’Algo Divino, Zélia! Oh, Zélia, porque foste escolher ser escritora?”

Já se encontra em histeria extrema, angústia até não poder mais.

Olha para o relógio. Tic, tac, tic, tac… TIC, TAC!

“Cala-te!”. Frustração até ao ponto que atira o telemóvel contra o relógio, partindo não só ambos os objectos, mas também o dedo mindinho da sua mão esquerda porque entretanto, no movimento brusco do lançamento a seis metros, bateu com ela na mesa e, podemos afirmar que com bastante força.

“Argh! Credo! O meu telemóvel! Isso, Zélia, parte tudo que é para ver se não chegas à tua conta bancária com uma vassoura para varrer o dinheirinho todo que te resta, com o propósito de pagar à pessoa que te vai arranjar o mobile e, já agora, de comprar um novo relógio… Preciso de ir às compras”. Mas, e o dedo? Qual dedo, qual quê! O que interessa são os seus bens pessoais e materiais…

“Hum… Sinto uma certa dor no meu dedo mindinho… Espera, deixa cá ver… AU! Pronto, perfeito! Lindo, extravagante! Beautiful! Estou com o dedo partidinho! Beleza! Era só o que faltava! Como é que eu vou escrever agora? Não dá! Assim não dá! Recuso-me a trabalhar nestas condições! RE-CU-SO-ME!”. É de realçar que a jovem mulher escreve com a mão direita, não com a mão esquerda; é destra, não canhota. Não escreve com a mão esquerda, escreve com a mão direita. Escreve com a mão DIREITA, não com a esquerda. Por exemplo, escrever com a mão direita é quando não se escreve com a esquerda. Percebem, certo? D-I-R-E-I-T-A. Mão direita, exactamente... Percebem.

“Ai, cruzes credo! Estou cansadérrima de pensar no que escrever… Tenho de ir à manicure, lá, para além das unhas, também devem arranjar ossinhos partidos… Depois tenho de ir ao Colombo a ver se encontro o novo modelo da Casio, aquele relógio é lindérrimo!”. Então, e o livro que tem ser editado para a semana? O prazo da entrega do texto é depois de amanhã…

“Bem, quanto ao livro, copia-se um excerto do livro que lancei há uma semana atrás, mais um bocadinho daquele meu livro que é uma pseudo-cópia do outro livro que editei há umas semanas que, por sua vez, também tem passagens do meu outro livro de há uns meses atrás. Sim, penso que são livros suficientes para escrever aquele que vou editar para a semana. Trabalho feito!”

O que aconteceu à Literatura Genuína?

É caso para dizer que quem escreve por escrever, que se dedique a outra coisa!

Quando se escreve, tem de ser por gosto, por paixão. É através das palavras que se sente o verdadeiro trabalho, que se revela o verdadeiro sentimento. Não escrevam simplesmente porque é preciso ou porque vos pedem. Escrevam porque gostam.

Nada há mais bonito e mais simples do que Literatura Verdadeira, Genuína e Sentida, mesmo que sejamos pequenos escritores ou que nem isso sejamos considerados.

Continuemos a dar asas à nossa imaginação, aos nossos sentimentos e às nossas palavras… Escrevam, my friends, sempre que vos apeteça…


 D-Furikuri =)


(Este texto é um tipo de auto-justificação devido ao facto de eu não escrever há algum tempo... Precisava de um motivo para me desculpar a mim própria desta "gravidade"... Gosto de escrever, mas por vezes falta fôlego, imaginação neste caso. Senti-me frustrada por querer escrever e não me sair nada de jeito! Mas confesso que sim, gosto de escrever! =) Espero que o mesmo vos aconteça, não a falta de imaginação, mas o desejo de pegar na caneta ou no lápis e fazer rabiscos chamados palavras!  =D

Espero que este texto seja um belo come back! Cya*)

sinto-me: Bem normal
música: "Yesterday & Today" - Do As Infinity
reflexo de turma 12º 12 às 04:32

link do reflexo | reflectir | favorito
6 comentários:
De Terry C. a 28 de Junho de 2007 às 11:48
ya Daniela gostei sobretudo de nos dizeres: "escrevam escrevam, com sentimento" e dizeres depois que é uma auto-justificação...diz que sim, diz que sim... ah e tal grande sermão bla polissilabico e depois diz que só se deve escrever quando SE QUER coisa com que concordo mas a qual tu usas-te tão dissimuladamente a teu favor...maluuuca!!
fizeste-me lembrar daquela "pseudo-escritora" que que escreveu o "Sei Lá" (acredito que não saiba...) e que plagiava os seus proprios livros. Sei que é Margarida ou talvez Girassol but SHE SUCKS!!
jinhuuuu
post scriptum: a não sei quantas do teutexto (daqui não dá para ver) é um bocadito quase nada libertina pois visa pertencer à classe de escritores não carregando, por sua vez, empenho literário... que Senhorita mais depravada e pervertida. Onde já se viu aceitar uma vida da qual não se gosta e se tenta fugir?
De Daniela Freitas a 28 de Junho de 2007 às 21:24
compreendo aquilo que pretendes transmitir através do teu texto... também ja senti isso! E é frustrante quando uma pessoa precisa tanto de escrever e não ter palavras para o fazer ou porque a imaginação e a criatividade estão muito em baixo ou então simplesmente porque não conseguimos realizar a difícil tarefa de transmitir aos outros o que queremos através da escrita... enfim são várias as razões! Mas como tu muito bem disseste é mesmo muito importante nós escrevermos!!
Parabéns! Gostei do teu texto!
Muito COOL!!!!! :D
**** bjs dani furikuri ****
De TheSecondReflex a 29 de Junho de 2007 às 11:30
Tens toda a razão e faço das tuas palavras as minhas!!! Às vezes também quero tanto escrever e até tenho algo na minha cabeça para o fazer mas não consigo passar para o papel...É tão frustrante!!A escrita é definitivamente PRECISA e fantástica,nem que seja só deixar cair na folha o que te vai na cabeça...Porque até esses pequenos rabiscos já podem fazer o mais puro e dos textos=)
E,como é óbvio,concordo plenamente quando dizes que é preciso ter gosto e paixão!É isso e muito mais que não é possível explicar...
Adorei o teu texto Dani!!! Beijinho!*
Inês Rocha
De turma 12º 12 a 4 de Julho de 2007 às 13:57
Acho que a Daniela disse tudo.. Ás vezes até me apetece escrever, mas são nessas alturas em que não tenho nem papel nem caneta..É uma chatice =P
Beijos e boas férias
Raquel =)
De TheSecondReflex a 7 de Julho de 2007 às 17:54
LOLOL...A Raquel é demais...Esta minha Fada é a pior!=P
Como vos adoro!=)
De Tania Briffe a 18 de Julho de 2007 às 22:04
Como te entendo... há momentos em que julgo não ter criatividade nenhuma, embora sinta necessidade de escrever. No entanto, apercebi que há coisas que, por mais vontade que tenhas de escrever, sao tão nossas que nem ao papel conseguimos confidenciar. Tudo o que fazemos na vida tem de ser feito com paixão, dedicação, vontade e persistência,,, Acho que muito boa gente precisava ler o teu texto,(assim como tantos outros aqui do nosso blog). Podia ser que surtisse algum efeito no mundo. beijinhos ***tyta***

Comentar reflexo

. por detrás dos reflexos

.pesquisar reflexos

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Reflexos Recentes

. Vandalismo Virtual

. Uña Experiência

. 091009

. Tempo

. K.O.ALA

. Obstinação

. Destino, a pedido

. (...)

. Por Favor

. Onanismo

. Sinos tocam no horizonte ...

. A Era da Igualdade

. Origem

. Onanismo

. É intenso

. Reflexos... pensamentos, ...

. Descrições de Uma Planaçã...

. Thesaurus

. A Título

. Hoje tanto faz

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.Outros Reflexos