Sábado, 28 de Julho de 2007

Ele mais que ela...

   - Então, já estás melhor?

   - Talvez.

   - Hum… Já sararam?

   - O quê?

   - As tuas feridas.

   - Talvez, se ninguém as vier abrir.

   - Voltar a abrir, queres tu dizer.

   - Como queiras.

   - Tem-lo visto?

   - Não.

   - Porquê?

   - Não me apetece.

   - Não te apetece?!

   - Não.

   - Devia-te apetecer.

   - Ai devia?

   - Sim.

   - Hum… Tanto faz.

   - Não perguntas porquê?

   - Não preciso da resposta.

   - Está bem.

   - Hum.

   - Mas porque é…

   - Não quero.

   - É simplesmente…

   - Não preciso.

   - Só tens de…

   - Não vale a pena.

   - Está bem.

   - Pois está.

   - Sim… Quer dizer, não custava nada…

   - Não insistas! Porque é que não te calas com a porcaria desse assunto?

   - Porque tu não estás bem, precisas de falar com ele.

   - Não, não preciso.

   - Porque não?!

   - Porque acabou.

   - Mas tu és importante para ele. Não só para ele, mas também para…

   - Era importante.

  - Sim, eras importante para ele, mas para mim continuas a ser importante.

   - Também és importante para mim.

   - Tenho saudades tuas.

   - E eu tuas.

   - Eu… Preciso de te dizer algo… Eu… Eu gosto de…

   - Não digas isso, por favor.

   - Já sabes.

   - Sei.

   - E?

   - Não sinto o mesmo. Desculpa.

   - Não faz mal.

   - Faz. Vou-me embora.

   - Não vás.

  
   E ela não foi. Ficaram os dois ali, num indeterminado espaço e tempo. Ficaram ali a olhar para o vazio que enchia aquele sítio. A luz do sol batia quente nas suas faces e nada mais sentiam. Numa conversa disseram tudo o que queriam dizer e, simultaneamente, deixaram escapar a oportunidade para dizer o que realmente queriam dizer, ele mais que ela…


             D-Furikuri  ; )

sinto-me:
música: LOVE or LIKE - de KAT-TUN
reflexo de turma 12º 12 às 23:18

link do reflexo | favorito
De turma 12º 12 a 1 de Agosto de 2007 às 22:29
Uiii, j'ai apreciado muy este. Gostei do diálogozito, parecia uma peça existencialista ( não te preocupes, eu descrevo tudo como existencialista, mesmo aquilo, que por definição, não é existencialista). Lembra-me uma situaçãozita minha.. coisa curta obviamente, de apenas um ano ( Acho melhor não dizer mais, o Pai Natal vem aí).

David João Melão, carpinteiro extraordinaire ... Baudelaire.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

. por detrás dos reflexos

.pesquisar reflexos

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Reflexos Recentes

. Vandalismo Virtual

. Uña Experiência

. 091009

. Tempo

. K.O.ALA

. Obstinação

. Destino, a pedido

. (...)

. Por Favor

. Onanismo

. Sinos tocam no horizonte ...

. A Era da Igualdade

. Origem

. Onanismo

. É intenso

. Reflexos... pensamentos, ...

. Descrições de Uma Planaçã...

. Thesaurus

. A Título

. Hoje tanto faz

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.Outros Reflexos