Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

Confusão ou Caos ou Apocalipse ou meramente Estupidez(?)

 

Confusão ou Caos ou Apocalipse

ou meramente Estupidez

(?)

 

 

(Be great in act as you’ve been in thought. – William Shakespeare)

 

 

            Não entendo.

            Não entendo estas pessoas.

            Não entendo

            Não entendo

Não entendo

Não entendo.

Olho para fora e vejo estas pessoas.

Estas pessoas as quais não entendo.

Não entendo

Não entendo

Não entendo

Não entendo.

 

Não percebo.

Estas pessoas, não percebo.

Olho para fora e vejo estas pessoas.

Estas pessoas as quais não percebo.

Não percebo

Não percebo

Não percebo

Não percebo.

 

Não sei o porquê.

Não sei o porquê destas pessoas.

Não sei o porquê

Não sei o porquê

Não sei o porquê

Não sei o porquê.

Olho para estas pessoas

E não sei o porquê.

Não sei o porquê das cobiças

O porquê das invejas

O porquê dos egoísmos

O porquê das superioridades.

Não sei o porquê

Não sei o porquê

Não sei o porquê

Não sei o porquê.

 

Também não sei o porquê do que vai dentro de mim.

O porquê deste “estar”

Por vezes, bem, por vezes, mal.

O porquê daquela insatisfação

O porquê desta alegria

O porquê daquela felicidade

O porquê deste tormento.

 

Não entendo.

Este “eu”, este “me”, este “mim”, não entendo.

Não entendo

Não entendo

Não entendo

Não entendo.

Olho para dentro e vejo este “eu”, este “me”, este “mim”.

Este “eu”, este “me”, este “mim” os quais não entendo.

Não entendo

Não entendo

Não entendo

Não entendo.

 

Não percebo.

Não percebo este “eu”, este “me”, este “mim”.

Olho para dentro e vejo este “eu”, este “me”, este “mim”.

Este “eu”, este “me”, este “mim” os quais não percebo.

Não percebo

Não percebo

Não percebo

Não percebo.

 

Não sei o porquê, não entendo nem percebo.

 

Não entendo o esconder de uns sentimentos para o mostrar de outros.

Não sei o porquê do sobrepor a racionalidade à emoção.

Não percebo o que me rodeia nem o que me constitui.

 

Mas será que os sentimentos escondidos são os verdadeiros

Ou os que são mostrados é que são mais reais?

(Por alguma razão os mostrei…)

Ou serão ambos reais e verdadeiros?

E serei eu racional ou insensível?

(Por vezes, gostaria de sentir…)

Não posso ser insensível, as emoções estão lá (mas não cá).

Simplesmente são abafadas pelo racional…

Este é tão mais presente, tão mais rápido e tão mais fatal…

(Tantas vezes desejaria eu mais sentir do que pensar…)

 

Não entendo o porquê deste meu “eu” ser assim!

E porque é que tenho de entender?

Para que estas pessoas possam entender?

E se o meu “eu” for, afinal, o que estas pessoas entendem dele

E não o que eu não entendo?

E se for o que eu quero entender e não o que elas entendem?

Ou então o que elas não entendem e o que eu entendo?

Ou se não for nem uma nem outra?

 

O que sou “eu”? Como sou “eu”?

Qual é o meu verdadeiro “eu”?

Sou o que sou ou sou o que as outras pessoas me fazem ser?

 

O que são estas pessoas? Porque se comportam assim?

Onde estão os seus valores?

São o que são ou são fruto da minha imaginação?

 

Não sei o porquê destas pessoas.

Não percebo este meu “eu”, este meu “me”, este meu “mim”.

 

Sou eu que sou diferente e anormal

Ou o mundo em que estas pessoas vivem

É que me faz sentir desta maneira?

 

Porquê o egoísmo em vez do Altruísmo?

Porquê a guerra em vez da Paz?

Porquê o ódio em vez do Amor?

 

Não entendo…

Não entendo…

Não entendo…

Não entendo…



     D-Furikuri =S

música: THE BLACK ROSE - L'Arc~en~Ciel
reflexo de turma 12º 12 às 15:53

link do reflexo | reflectir | favorito
|

. por detrás dos reflexos

.pesquisar reflexos

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Reflexos Recentes

. Vandalismo Virtual

. Uña Experiência

. 091009

. Tempo

. K.O.ALA

. Obstinação

. Destino, a pedido

. (...)

. Por Favor

. Onanismo

. Sinos tocam no horizonte ...

. A Era da Igualdade

. Origem

. Onanismo

. É intenso

. Reflexos... pensamentos, ...

. Descrições de Uma Planaçã...

. Thesaurus

. A Título

. Hoje tanto faz

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.Outros Reflexos