Domingo, 2 de Setembro de 2007

Pseudo-gato

gatos.jpg

Se eu fosse um gato deveras, teria a vida feita. Não teria de decidir se sorrio quando não quero, ou destoo dos demais e me aclamo –antipática– com quem não quero… que me importa? É só mais uma decisão… nunca tive problemas em verdadeira, sincera e muito menos em ser brusca, arisca, antipática, mas ouvir o revés começa a ser enfadonho, nauseante… decido sorrir. Deixem-me brincar com a vida! Talvez assim não repare que é ela quem brinca comigo…

Se eu fosse um gato deveras (quem me dera), dormiria, comeria, caçaria talvez, miaria nos telhados por entre a névoa nocturna, correria atrás de gatos/as instintivamente, afiaria as unhas nas árvores, marcaria território e vadiaria naturalmente, como um ser livre que cumpre à risca a vida de qualquer gato/a, sem se preocupar com a rotina que livremente escolheu, sem escolher, sem decidir…

Sem grandes saídas à minha condição humana… se eu decidir não decidir, para além de ser impossível, já estou a decidir.

Decido fumar um cigarro. Só tenho um… fumo ou guardo para amanhã? Fumo. Hoje preciso mais… se eu fosse um gato deveras, seria saudável…

Mais um dia… passa rápido, passa devagar, passa como eu quero! Passa rápido, muito rápido... acho que estou atrasada para alguma coisa lá na frente!

Mais um sorriso, um alegre, um seco… já gastei as opções que tinha…

Se eu fosse um gato deveras…

Chega de condicionais!

 

Sílvia

sinto-me: pensativa
reflexo de turma 12º 12 às 15:23

link do reflexo | reflectir | favorito
|
4 comentários:
De Daniela Freitas a 7 de Setembro de 2007 às 12:53
Tanto tu como a Daniela conseguiram fazer-me pensar =)
Muitas vezes também penso: e se eu fosse um pássaro? ou então penso: e se eu deixasse de ser quem sou para ser outra pessoa qualquer? Se calhar nem dava pela diferença... não sei... há coisas que acontecem naturalmente e não têm explicação...
Outro excelente texto para reflectir!
De Terry C. a 9 de Setembro de 2007 às 23:10
silvia...
coitada
De turma 12º 12 a 15 de Setembro de 2007 às 00:47
Os gatos não fumam nem pensam. Enquanto nenhum gato destoa dos outros, a não ser aos olhos do ser humano. Nenhum gato se levanta para ir buscar a bola ou jornal ou as pantufas ao dono. Os gatos são os senhores de si mesmos, n'é Silvia? Acho que entendes isso bem.
De turma 12º 12 a 15 de Setembro de 2007 às 00:48
Obviamente, que quem fala sou eu, João!

Os gatos não usam fatos nem sapatos, nem suam para fumar sem saber o que lhes há de matar...

Comentar reflexo

. por detrás dos reflexos

.pesquisar reflexos

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Reflexos Recentes

. Vandalismo Virtual

. Uña Experiência

. 091009

. Tempo

. K.O.ALA

. Obstinação

. Destino, a pedido

. (...)

. Por Favor

. Onanismo

. Sinos tocam no horizonte ...

. A Era da Igualdade

. Origem

. Onanismo

. É intenso

. Reflexos... pensamentos, ...

. Descrições de Uma Planaçã...

. Thesaurus

. A Título

. Hoje tanto faz

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.Outros Reflexos