Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

Diário de alguém que não tem mais nada que fazer


63 de Junho do Inverno de 1838 ou de 3256, mas nunca de 2006!


   Hoje faço anos ou então não. Pensando melhor, acho que o meu aniversário é amanhã!
      Chamo-me Pedro, mas não entendo porque é que me chamam Jorge. Talvez porque soa melhor ou porque realmente me chamo Jorge e Pedro é simplesmente o nome que eu gostaria de ter. Sei lá! Existem tantas coisas que eu gostaria de ter! Como, por exemplo, não me importava de ter uma enorme casa com sessenta e três quartos, doze casas de banho, sete salas de estar, cinco cozinhas e um jardim de dois milhões, novecentos e noventa e nove mil, trezentos e oitenta e nove quilómetros quadrados, com nove piscinas e oito campos desportivos.
     De qualquer das maneiras acho que, por agora, contento-me com um gelado com sabor a natas e com uma caneca de leite com chocolate quente, já que está um calor do caraças e eu estou com frio!
    Estive a contar e verifiquei que, no parágrafo anterior, utilizei o vocábulo “com” quatro vezes numa mesma oração. Notei que a palavra causou um efeito bastante repetitivo na frase, tal e qual como os meus dias, repetitivos.
    A verdade é que eu passo os meus dias sempre da mesma forma: levanto-me e vou para escola. Depois das aulas, tenho treinos de futebol. Chego a casa, tomo banho, janto e vou para a cama. T.P.C.? Nunca faço! Sou demasiado inteligente para eles! Nem sequer oferecem quaisquer dificuldades, são somente desafios para pessoas burras. De vez em quando lá recebo uma carta da Horácia (que, por acaso, não possui qualquer existência neste mundo, pelo menos, no meu não! É mais um pormenor que achei engraçado acrescentar neste meu diário).
    É verdade! Há uns minutos atrás, consultei o dicionário e vi que “com” é uma preposição que “indica várias relações, como: companhia, instrumento, ligação (…)”
       Por falar em companhia, eu bem que preciso duma e, de preferência, boa! Se calhar uma namorada… é melhor não, dá muito trabalho!
    Preciso de algo diferente, único, emocionante. Preciso de um “sundae natura” e de umas batatas fritas! Ninguém percebe porque é que eu combino estes dois “ingredientes”. Passo a explicar: esta combinação é diferente, única e emocionante porque é raro alguém lembrar-se de comer “sundae” com batatas fritas! É um “fenómeno”!
      Meu Deus, já chega de disparates! Apesar de gostar de “sundae” com batatas fritas, não será isso que vai animar esta minha vida secante!
       Bem, já me fartei de escrever! Vou reler as minhas palavras…
      Imagino que quem ler esta primeira página do meu “querido diário” vá achar totalmente ridículo e patético o que escrevi! Eu também o acho! Doido é quem não achar! Mas, mesmo assim, é suposto isto ser um diário, logo, ninguém o vai ler. Certo? Errado! Alguém já o está a fazer…
    Mas eu avisei! O título é mais que um aviso! Este é um diário de alguém que não tem mais nada que fazer… como eu!

 

Assinado: Pedro… desculpa, Jorge.

 
     P.S.: encaro o que escrevi como uma sessão de terapia porque me encontrava confuso e, depois de ter escrito essas maluquices todas, sinto-me melhor. Não sei porquê, provavelmente é o poder da escrita…

  
Com os mais belos e sinceros cumprimentos (ou então não =P), D-FuriKuri

 

sinto-me:
reflexo de turma 12º 12 às 19:36

link do reflexo | reflectir | favorito
|
2 comentários:
De turma 12º 12 a 17 de Novembro de 2006 às 16:18
É inspiradora esta vertente cómica da tua escrita!
Faço anos, não afinal é só amanhã! Chamo-me Jorge mas preferia chamar-me Pedro! Acho que preciso de uma namorada, ou então não porque dá muito trabalho!
Sinceramente... ! Acho que o sujeito da tua narrativa tem-se assumido algo confuso...! talvez devesses numa próxima composição resolver-lhe os problemas. Nem que por uma questão de solidariedade, altruísmo, amor ao próximo (frutos do espírito que prego e apregoo embora não compra, porque não acredito no valor prático que lhes atribuem). Espero que apazigúes a alma do Jorge (ou melhor, do Pedro) em breve, não porque me faça muita diferença ler ou não MAIS um texto teu, mas porque o rapaz pareceu-me bastante desesperado por soluções...
cumprimentos, cara colega (Liana)
De Cláudia Moniz a 15 de Dezembro de 2011 às 15:49
Muito engraçado esse diário, quando acabei só me deu vontade de rir, é cómico. Já foi há uns anos, podia lançar mais qualquer coisa...

Comentar reflexo

. por detrás dos reflexos

.pesquisar reflexos

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Reflexos Recentes

. Vandalismo Virtual

. Uña Experiência

. 091009

. Tempo

. K.O.ALA

. Obstinação

. Destino, a pedido

. (...)

. Por Favor

. Onanismo

. Sinos tocam no horizonte ...

. A Era da Igualdade

. Origem

. Onanismo

. É intenso

. Reflexos... pensamentos, ...

. Descrições de Uma Planaçã...

. Thesaurus

. A Título

. Hoje tanto faz

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.Outros Reflexos